Ultras

ultra

Quais são as ultras e quantas devemos fazer durante o pré natal?

Infelizmente, há uma grande diferença entre quem faz o pré natal pelo SUS e quem faz particular. No SUS eles fazem duas ultras, enquanto no particular são muitas. No SUS ainda há a dificuldade no agendamento dessas ultras, pois nem sempre tem vaga e a gestante acaba perdendo a “janela” para fazer o exame.

No particular, as ultras são solicitadas pelo Obstetra que faz o acompanhamento do pré natal e, normalmente, são as seguintes:

  • Primeira ultra: Esta ultra é realizada por via transvaginal assim que se descobre a gravidez e após o beta dar mais de 1000 para que se tenha certeza de que o saco gestacional está implantado no útero e não nas trompas ou cavidade abdominal. Há médicos que sequer pedem essa ultra, pedindo tão somente a ultra seguinte. Geralmente o que se vê é um pontinho preto no meio do útero. No máximo já poderá ser visualizado o saco gestacional e a vesícula vitelínica (um círculo transparente) que desaparecerá mais pra frente.
    1-ultra

    O pontinho preto na ultra é o saco gestacional dentro do útero

    Aqui é possível ver que o saco gestacional está maior e dentro dele está a vesícula vitelínica

    Aqui é possível ver que o saco gestacional está maior e dentro dele está a vesícula vitelínica

  • Ultra para verificação dos batimentos: Após 07 semanas da DUM (data da última menstruação), o médico solicitará uma ultra para constatar a existência de batimentos cardíacos, bem como determinar a idade gestacional. Ela também é feita por via transvaginal. Conforme falado no post sobre quantos meses são “X” semanas, esta ultra deverá ser realizada antes de 12 semanas para que seja determinada a idade gestacional com mais precisão. A idade gestacional constatada na primeira ultra que apareceu batimento cardíaco (desde que com menos de 12 semanas) será a idade gestacional (semanas) a serem contadas pelo resto do pré-natal. Isso acontece, pois os bebês nessa fase se desenvolvem de forma parecida, sendo a margem de erro muito pequena (dias apenas). Ou seja, é a partir dessa idade gestacional que se chegará a DPP (data prevista do parto) mesmo que lá pra frente as outras ultras comecem a dar diferença.

    Dentro do saco gestacional (parte preta) há um feto de 8 semanas

    Dentro do saco gestacional (parte preta) há um feto de 8 semanas

  • Translucência Nucal: esta ultra também é conhecida como a morfológica do primeiro trimestre. Este exame deve ser realizado entre a 11ª e 14ª semana. A partir de 14 semanas, não é possível fazer a medição da translucência nucal. Ela pode ser realizada por via transvaginal ou abdome. Além desta medição, também é feita a medição do osso nasal. Ambas as informações são cruciais para a análise de possível alteração cromossomial, o que poderia trazer um bebê com algumas síndromes como a síndrome de Down. Caso esta medição dê alterada, o médico pedirá exames complementares para avaliação. Nesta ultra o médico poderá palpitar o sexo do bebê. Com esta idade gestacional, ainda não há órgão sexual formado, mas apenas um broto que irá se desenvolver. A angulação dele pode direcionar para um sexo ou para outro, porém, a margem de erro é de 20%! Então nada de comprar enxoval baseado nesse palpite.
    Medição da translucência nucal

    Medição da translucência nucal

     

    Palpite pela angulação do broto genital

    Palpite pela angulação do broto genital

  • Ultra para ver o sexo: Realizada pela barriga. Após as 16 semanas, a gestante pode solicitar ao médico um pedido de ultra apenas para que se descubra o sexo do bebê. Essa ultra não tem qualquer objetivo médico, mas tão somente a verificação do sexo mesmo.

    Uma menina!

    Uma menina!

  • Morfológica: Realizada pela barriga. Também conhecida como morfológica do segundo trimestre, esta é de longe a mais importante ultra realizada. Ela deve ser feita preferencialmente entre 18 e 20 semanas de gestação. Este exame é importante, pois além de analisar toda a formação externa do bebê (rosto, mãos, pés, membros…) ela também analisa a formação interna do bebê, órgão a órgão, bem como o fluxo sanguíneo do bebê (cordão e placenta) e fluxo sanguíneo do útero.  A posição da placenta também é avaliada, dentre outras verificações cruciais para o acompanhamento futuro.

 

  • Eco Doppler Fetal: Realizada pela barriga. Antigamente este exame era solicitado apenas para mães que tivessem alteração no coração do bebê na ultra morfológica. Hoje em dia, essa ultra é solicitada para todas as gestantes do pré natal particular. Esta ultra não analisa outras informações do bebê além do coração. É uma análise minuciosa do coração para verificar se há alguma má formação, pois em havendo, será necessária uma cirurgia após o nascimento. Este exame deve ser realizado entre a 18ª e 24ª semana.
    Análise do coração

    Análise do coração

     

  • Ultrassonografia com Doppler colorido: após a eco doppler, os médicos costumam solicitar mais algumas ultras para a gestante, geralmente com 28/29 semanas, depois com 32 semanas e uma última ao final da gestação. É possível fazer ela 3d/4d para ver o rostinho do bebê. Estas ultras são apenas para constatar como anda o bebê, se está havendo crescimento adequado, se os nutrientes estão chegando como deveriam…. Não acredite em falácias de que é preciso ver o grau da placenta, se há circular de cordão no pescoço e se o bebê está grande demais. Essas informações são irrelevantes. O que precisa ser visto é: o bebê está recebendo os nutrientes que deveria? O fluxo sanguíneo das artérias uterinas e do cordão estão ok? Se sim, qualquer outra análise para realização ou não de parto normal/cesária deverá ser feita durante o trabalho de parto, mas isso eu falo em outro post.
    Ultra 3d com 32 semanas

    Ultra 3d com 32 semanas

     

  • Perfil Biofísico Fetal: Esta ultra não é uma ultra que faça parte do pré natal da gestante de baixo risco. Quando a gestação apresenta risco, é comum que, ao final da gestação, geralmente por volta das 37 semanas, o médico solicite este exame. O perfil biofísico fetal consistirá em duas etapas, sendo a primeira a realização de uma ultra e a segunda a realização da cardiotocografia.  Ao final, o bebê ganhará uma nota que, em sendo superior a 6, estará tudo bem com o bebê. A ultra analisará: 1) O movimento fetal; 2) o tônus fetal; 3) Movimentos respiratórios fetais; 4) volume aproximado de líquido amniótico. Já o cardiotoco irá analisar a ausência de stress do feto. Este exame é realizado com a gestante deitada ou reclinada com dois monitores amarrados em faixa na barriga. Um monitorará o coração do bebê e o outro as contrações uterinas. Ao mesmo tempo, a gestante ficará com um dispositivo na mão para acionar sempre que o bebê mexer. Geralmente há necessidade do acionamento de um som alto (geralmente buzina) para que o bebê desperte e eleve os batimentos cardíacos.
Cardiotocografia

Cardiotocografia

 

Notas do Perfil Biofísico Fetal

Notas do Perfil Biofísico Fetal

Chá de bebê

chá de bb

Vale a pena fazer chá de bebê?

Lá pras vinte semanas de gestação, essa pergunta começa a rondar as nossas cabeças. E aí? Vale a pena ou não vale a pena fazer o chá?
Depende.
Vago, né? Mas realmente depende e muito!

Antigamente os chás de bebês eram feitos pelas madrinhas/avós dos bebês que ofereciam uma “festa” somente para as mulheres com o único intuito de ajudar esta futura mamãe nos itens do enxoval e nas fraldas. Cada mulher levava um prato de comida e um pacote de fralda/presente. Com o tempo, esta tradição mudou e, hoje em dia, um chá de bebê é um evento tal como uma festa de um ano de idade. Se a família possuir condições financeira para tal, não há problema nenhum em fazer um chá de bebê chic, mas pras mamães que não topam gastar tanto assim, fica a dúvida se realmente vale a pena.

Na minha primeira gestação, fiz um chá de bebê para 80 pessoas e, aproximadamente, 60 compareceram. Eu estava em repouso absoluto e, por isso, minha prima e minha mãe foram as responsáveis pela elaboração do chá. Eu colaborei com R$1500,00 e minha mãe patrocinou o restante. O menu de comidas foi desnecessariamente vasto e, por causa disso, os gastos também. Para realizar o chá gastamos em torno de 3 mil reais e o que recebemos em produtos ficou em torno de R$1.500,00. Mas o que valeu apena mesmo foi estar entre pessoas amadas que só queriam o bem para o meu filho e poder fazer o registro em fotos!

gu2

Com relação aos presentes, eu fiz uma lista online para quem quisesse escolher o presente que gostaria de dar. Eu optei por especificar as marcas das fraldas, lenços e pomada anti assadura e não acho que isso seja indelicadeza. Não adianta o convidado gastar $ com uma coisa que não será usada pela mamãe ou bebê.

Vale lembrar que cada convidado deverá levar o seu presente! Chá de bebê não é igual aniversário então não vale levar um presente só pra família inteira. Cada convidado com seu pacote de fralda 😉

Mas não é bem assim que acontece, então é preciso levar em consideração que casais e famílias levarão um pacote de fraldas. Assim dá pra estimar quantos pacotes você irá ganhar para poder estimar o tamanho de cada a ser pedido, conforme explicado no post sobre fraldas.

A decoração foi relativamente simples, com alguns itens personalizados que mandei fazer (aumentou o custo do chá).

gu

 

540369_451912268174274_666573106_n

 

Centro de mesa dos convidados

Centro de mesa dos convidados

Nesta segunda gestação, eu estou procurando economizar e bastante para fazer o chá. Por isso, tenho feito as lembranças e enfeites da mesa para diminuir custos. Também reduzi o menu de comidas para que fique o mais enxuto possível. Eu não pretendia fazer o chá, pois sei que o retorno não irá compensar o gasto, mas como eu fiz na do primeiro filho, não queria deixar a segunda sem ter também.

[atualização] Eu não me deixei influenciar pela neurose da minha mãe em achar que “tem pouca comida” rs e consegui economizar bem! Servi caldo verde, cachorro quente, salgadinhos, pipoca e de sobremesa teve pudim, manjar, bolo e docinhos. Foram convidadas 60 pessoas e umas 50/55 compareceram.

Optei novamente por pedir determinada marca de fralda e lenço umedecido, porém como são pouquíssimos convidados, optei por não limitar tamanhos por convite. Apenas deixei a sugestão de que a fralda deveria ser M ou G.

Fotos dos preparativos:

IMG-20160415-WA0006

Mini mamadeira que pretendo colocar bala

 

IMG-20160414-WA0025

Caixas de acrílico

 

IMG-20160408-WA0036

Tubete

 

IMG-20160401-WA0040

Sapatinho feito de pano e copo plástico

 

20160410_104925

Mini bolo de fralda feito de EVA para centro de mesa

 

20160410_095507

Cesta de vime que reformei do primeiro chá de bebê (era branco)

Tulipa de tecido com cheiro de bebê

Tulipa de tecido com cheiro de bebê

Álcool Gel com cheirinho de bebê

Álcool Gel com cheirinho de bebê

IMG-20160505-WA0007

Bolo de Fraldas

20160428_204545

Letras e Tulipas com cheiro de bebê

IMG-20160428-WA0006

Fotos de como foi o chá:

DSCN1971

DSCN1972

DSCN1973

DSCN1975

DSCN1976

DSCN1977

DSCN1978] DSCN1979
DSCN1983

 

DSCN1980

DSCN1982

20160513_101239

2016-05-14 20.20.22

Saldo do chá: Esse segundo chá, pra mim, valeu muito a pena! O dinheiro gasto foi muito próximo aos presentes e fraldas que ganhei e, mesmo que não tivesse sido, foi muito divertido! Foi uma tarde agradável entre amigos e familiares com muitas brincadeiras e comidaria!

Perguntas e respostas:

1)  Devo convidar os homens também?

Sim!! Os maridos/primos/tios são bem vindos também! Há mulheres que não se sentem bem em deixar o marido em casa e comparecer sozinha a um evento social e isso pode fazer com que o número de convidados diminua. Se o chá não contar com brincadeiras íntimas e vexatórias para a mãe, a presença masculina não irá atrapalhar em nada, muito pelo contrário!

2)  O que servir para comer?

Opte por coisas práticas. Para os chás realizados no frio, nada melhor do que caldos e sopas. Salgadinhos fritos e assados, pães a metro, cachorro quente e pipoca também são comidinhas fáceis de fazer e servir.

3) Quando é melhor fazer o chá?

Aconselho fazer antes de 30 semanas de gestação. A partir desta data estaremos muito cansadas e preocupadas com quarto/roupa do bebê.

4) Tem que fazer brincadeira? Qual?

As brincadeiras não são obrigatórias, mas podem ajudar a entreter o convidado. Algumas brincadeiras legais e que não vão expor a gestante são:
– Pintar somente a barriga da mãe ao final da festa para fotos;

barriga

DSCN2032
– Na entrada da festa ter um bloco com caneta para que os convidados que quiserem escreverem uma mensagem para a mãe/bebê e colocar em um cofre (eu não fiz);

– Baby Bingo. Dá pra fazer o download no site da pampers. Tem poucas cartelas então elas irão se repetir e várias pessoas irão bingar ao mesmo tempo. No meu caso, 3 pessoas. Para desempatar, perguntei de quantas semanas a mamãe estava. Ganhou quem chegou mais perto!

IMG-20160505-WA0002

DSCN1939
– Na entrada dispor de uma lista com o nome do convidado e o palpite do tamanho da barriga da gestante (também pode pedir para que cortem um barbante e depois conferir o tamanho). Quem acertar, ganha uma caixa de bombom. Usei o barbante e foi só sucesso! Acertaram na mosca!

DSCN1968

– Cerveja na Mamadeira: Primeiro os convidados se inscrevem para participar. A competição deve ser dividia em baterias e quem beber mais rápido toda a cerveja da mamadeira, ganha e se classifica pra final! Aqui foram duas baterias com 3 pessoas e, o vencedor de cada competiu entre si para depois competir com o papai! Uma diversão só! O vencedor levou um pack de cervejas importadas. Dá pra fazer com suco e refrigerante também, mas aí o número de participantes pode ser muito alto e demorar demais, por isso prefiro a cerveja.

DSCN1949

DSCN1959-001

DSCN1966

5) O que pedir no chá de bebê?

Primeiro é preciso decidir se o chá é de bebê ou de fraldas. Em um chá de bebê vale pedir tudo! Tem mães que deixam a lista em lojas próprias já com itens pré selecionados igual a uma lista de casamento.  Já no chá de fraldas, a mãe pedirá somente fraldas e itens de higiene. A cada troca de fraldas, a mãe usa, em média, 2 lenços umedecidos. Assim, a cada pacote de fraldas de 24 fraldas, a mãe usará 1 pacote de lenço. Eu pedi só lenço e fralda nessa segunda gestação e achei que valeu mais a pena.
Com relação à quantidade por tamanho, se a festa contar com menos de 70 convidados, você receberá, em média, uns 25 pacotes de fralda (contando que haverá faltas e os casais e famílias levarão um pacote apenas), então, eu aconselho que não especifique a quantidade por tamanho, deixando tão somente a marca e a sugestão de tamanho M ou G, pois, por mais que você ganhe tudo do mesmo tamanho, não será mais do que o bebê usará, conforme cálculo estimado que expliquei no post sobre fraldas.
Somado a isto, usa-se um pote de sabonete líquido granado e um tubo de pomada de 113g por mês. Então eles não pesam no orçamento mensal e não vejo necessidade de pedir no chá.

 

É isso! Espero ter ajudado!

Com quantos meses eu estou?

Tenho recebido algumas dúvidas repetidas quanto a contagem da gestação: Quantos meses são X semanas?

Os médicos e profissionais de saúde contam a gestação por semanas, mas nós mortais, por outro lado, contamos a gestação como aprendemos na escola: 9 meses!
Se você for boa de matemática, vai contar um mês a cada 4 semanas + 2 dias como eu um dia contei, mas está errado! No final, as contas não vão bater.  Mas, afinal, como é que se conta???

Primeiramente, é preciso fazer uma explicação quanto ao marco inicial para a contagem da gestação.  Muitas mães pensam que as semanas de gestação se contam a partir da data da concepção, ou seja, se estou grávida de 4 semanas,  há 4 semanas atrás aconteceu a concepção … Não!
Vamos lá: a gravidez se conta a partir da data da última menstruação (para mulheres com ciclos regulares de 28 dias).  Ou seja, a concepção acontece duas semanas depois do início da gestação. Mulheres grávidas de 4 semanas, estão efetivamente com bebezinho dentro delas há 2 semanas.
Isso fará toda diferença lá na frente.

E quando pela DUM (data da última menstruação) eu estou com 9 semanas, mas pela ultra eu estou com 8? Qual está certa?
As ultras realizadas antes da 12ª semana são mais precisas do que contar pela DUM, pois os bebês se desenvolvem de forma parecida neste período e é bem capaz que você tenha tido uma ovulação tardia. Ou seja, confie na idade gestacional feita pela primeira ultra que tinha batimento cardíaco, desde que feita com menos de 12 semanas.

Voltando ao assunto, a gestação é contada em semanas, sendo que as duas primeiras semanas são “vazias” sem bebê. Bom, aprendido isso, fica a dúvida:  de quantos meses eu estou?
Pela lógica, pensaremos que com 4 semanas temos um mês; com 8 semanas 2 meses; com 12 semanas 3 meses… e não está errado! Nestas datas completamos os meses mesmo, massssss e o intervalo? Quando estamos com 10 semanas, com quantos meses estamos? a resposta automática seria 2 meses e meio, massssssss dois meses e meio não existe! Então, diz-se que estamos no terceiro mês (mas 3 meses não é só com 12 semanas??). Veja a tabela a seguir:

semanas e meses

Mas como assim? 3 meses não é só com 12 semanas???? Vamos a uma explicação mais fácil:

Pense que amanhã é seu aniversário e você completará 28 anos. Hoje você tem 27 anos e 364 dias. Amanhã você completará 28 anos.
Depois de amanhã você terá 28 anos e um dia. Então, você estará dentro do seu 29º ano de vida, pois 28 anos você já viveu.. juntando dias e meses pra completar 29 anos. No mundo obstétrico, não existe 2 meses e 1 dia. Então quando você faz 2 meses com 8 semanas, no dia seguinte entrará no 3º mês que será completado com 12 semanas. Entendeu?
Então quando te perguntarem quantos meses você está (com 13 semanas), você não dirá que está com 3 meses, nem que está com 4 meses, mas sim que está no quarto mês de gestação. 🙂

Complicado, né? Por isso, nem tento traduzir os meses.. respondo em semanas e quando alguém pergunta os meses, falo assim “uns 4 meses”… e pronto! Ou então falo: “olha, ela está prevista pra nascer em julho”  e deixo a pessoa fazer as contas! rs

 

 

Qual é o melhor carrinho de bebê?

dúvida

A dúvida mais frequente das futuras mamães é sobre o carrinho de bebê. Qual carrinho de bebê escolher?
Hoje, no mercado, há inúmeras opções de carrinho e, consequentemente, muitas dúvidas na nossa cabeça. As mães de primeira viagem geralmente nem sabem o nome das marcas, quem dirá qual será o mais adequado para si.

Pensando nisso, criamos um tutorial para ajudar a escolher o carrinho que será mais ideal para você e sua família. Primeiramente, será necessário responder à algumas perguntas cruciais para a escolha. Vamos lá:

1)  Vou andar de carro ou de táxi/ônibus?

Pra quem não tem carro próprio e vai andar de ônibus e táxi, o carrinho tem que ser do modelo que fecha Guarda-chuva. Não tem como utilizar qualquer outro modelo e o carrinho tem que ser leve.
Pra quem andará de carro, o carrinho pode fechar da forma que achar mais conveniente, desde que haja espaço na mala do carro.

2) Vou andar sozinha com o bebê na rua/shopping/pediatra ou só acompanhada de alguém?

Se for andar muito sozinha, temos que pensar na praticidade, o que automaticamente nos levaria novamente a um guarda-chuva. Mas não necessariamente. O meu é daqueles que fecha abaixando e não é problema pra mim. Coloco o bebê na cadeirinha e depois disso, fecho o carrinho e coloco na mala.
Pra quem andará só acompanhada e principalmente por alguém do sexo masculino, pode abusar dos modelos mais modernos, robustos e pesados.

3) Por quanto tempo pretendo usar o carrinho? Acho feio ver “criança grande” em carrinho ou vou colocar meu filho de três anos para andar/dormir no carrinho?

Pra quem não pretende andar com carrinho “grande” após o primeiro aninho do bebê, poderá optar por um modelo que vá até 12/15kg e, após isso, se necessário, comprar aqueles carrinhos magrinhos (guarda-chuva) que vão até 25kg e não pesam nada.
Vale levar em consideração que crianças ate 4 anos de idade costumam tirar sonecas no meio da tarde de 1 a 2 horas de duração. Os carrinhos guarda-chuva pequenos daqueles fininhos não reclinam e não sobem o encosto da perna e, por isso, podem ser desconfortáveis pela posição da criança.
A maioria dos modelos que vão de 0 a 25 kg e são guarda-chuva, reclinam totalmente mas não tem a opção de levantar o apoio dos pés. Pra quem optar por usar o carrinho por muito tempo, como eu, o melhor é comprar um que vá até 25kg, pois, caso contrário, você terá de trocar de carrinho quando o bebê fizer 1/2 anos.

4) Pretendo ter mais filhos? Vou espaçar bem a idade entre eles ou vou ter um atrás do outro?

Pra quem pretende ter mais filhos ou pra quem está grávida de gêmeos, vale investir em carrinhos duplos ou que suportam dois assentos e/ou a combinação de um assento + bebê conforto/moisés. Desta forma, você não vai correr o risco de o mais velho pedir colo enquanto o mais novo dorme. Automaticamente, estes carrinhos são os que vão até 25kg ou mais.
Os carrinhos que permitem que o mais velho vá atrás em pé (no próprio carrinho ou no skate) não são práticos, pois o mais velho pode querer sentar (eles vão ter ciúmes do bebê no carrinho).

5) Vou fazer atividade física que envolva corrida  junto com o bebê?

Mães atletas precisam de um carrinho com 3 rodas e com uma boa suspensão. Aconselho a compra de um segundo carrinho guarda-chuva para momentos mais práticos do dia-a-dia, pois os de corrida são enormes. Pra quem não praticará corrida junto com o bebê, não aconselho os de três rodas pois fecham com dificuldade, ocupam muito espaço e são complicados de manobrar.

6) Pretendo sair com ele mesmo nos horários das sonecas ou quando o bebê dormir eu vou pra casa? (já adianto que bebês dormem na rua rs)

Crianças de até 4 anos dormem 1 a 2 horas na parte da tarde. São sonecas longas e profundas. Os carrinhos que não elevam o apoio dos pés fazem com que a criança escorregue do carrinho e fique presa pelo cinto. Se for menino, será uma posição um pouco desconfortável, pela pressão na área pélvica.
Por mais que o carrinho recline bem e a criança não escorregue, as pernas para baixo não são confortáveis e as vezes podem dar dormência.

7) Quero comprar uma cadeirinha pro carro que dure até ela estar maior (3/4 anos) ou não me incomodo em ir trocando de tempos em tempos?

Se você for optar por ter uma cadeirinha de carro que vá de 0 a 18kg, por exemplo, não há necessidade de comprar um bebê conforto e, por causa disso, seu carrinho tem que ser compatível com recém-nascidos. Alguns modelos são indicados apenas para maiores de seis meses, nesses casos, é preciso comprar um moisés para acoplar ao carrinho também.
Caso não se importe em trocar de cadeirinha conforme o passar dos kgs, o ideal é investir em um carrinho com travel system, ou seja, que já vem com bebê conforto que acopla no carrinho. Sendo bem sincera, se eu usei duas vezes o bebê conforto grudado no carrinho foi muito, já que não é aconselhado sair com o bebê antes dele completar 2 meses que é quando recebe as primeiras vacinas.

Dica extra: Para mamães que andarão pelas calçadas esburacadas do Brasil ou frequentarão parques, o ideal é optar por rodas um pouco maiores dos que as convencionais. Assim, qualquer obstáculo na rua será facilmente ultrapassado. Caso não consiga ou não tenha espaço, certifique-se de que o carrinho escolhido tem a opção de travamento das rodas dianteiras, desta forma o carrinho terá mais estabilidade e não “ficará bambo” quando passar por pedras e buracos.


Modelos indicados:

  • Bugaboo Buffalo – Extremamente caro que atende ao bebê até um pouco mais velho, tem regulagem de apoio dos pés e pode ser usado com Moisés.
    bugaboo
  • City Select – Se eu não amasse o meu carrinho, este seria o meu escolhido. Tem regulagem do apoio dos pés, pode ser usado até mais velho e pode ser duplo!
    city select
  • Britax B -ready – Esse é o meu queridinho! Amo esse carrinho! Ele é prático demais! E com várias configurações.
    britax b ready
  • UppaBaby Vista – Se parece muito com o Britax b-ready, porém é mais caro e já vem com o Moisés.  Já que também só pode ser usado após 6 meses.
    UPPABABY VISTA
  • Stokke Xplory – Um dos mais caros na lista, mas lindo!!! Também é completinho.
    strokke
  • Mc Laren Quest – Um dos mais práticos dos modelos guarda-chuva, junto com o Chicco. Vai até 25kg e promete ser muito confortável.
    maclaren quest
  • Chicco Liteway – Bem parecido com o McLaren Quest.
    chicco liteway
  • Pliko P3 – Compacto, prático.. porém tem limitação de peso e não poderá ser usado por muito tempo. O bebê conforto encaixa diretamente nele como os demais.
    OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Segunda dica extra: Se você está preocupada com a assistência técnica dos carrinhos importados e, por isso, fica insegura para comprar um importado, dê uma lida nesta dica! Ela vai te ajudar na escolha!
Onde consertar meu carrinho de bebê importado?

Continua na dúvida?  Vai viajar para fazer o enxoval do bebê?  Veja mais sobre o nosso serviço de consultoria de enxoval clicando aqui.

Aborto espontâneo

Infelizmente,  há dois meses e meio passei por um aborto e somente agora consigo falar sobre.

Tento engravidar há um ano e já passei por dois episódios que me deixaram triste. Em dezembro de 2014 (no natal) eu tive uma gravidez química.  A gravidez química acontece quando há a fecundação do óvulo, porém não há nidação, ou seja, o óvulo não gruda na parede do útero. O exame de sangue dá positivo (porém baixo) e o exame de farmácia também, mas o beta não dobra após as primeiras 48H e a gravidez não evolui.
Já agora no final de julho de 2015, eu tive uma gravidez com aborto espontâneo no segundo para o terceiro mês de gestação.

Abaixo vou elencar o histórico da época com fotos para tentar ajudar algumas tentantes e logo após responderei as perguntas que recebi.

No dia 28.07 pela manhã fiz um exame de farmácia (Marca confirme) que deu positivo, mas um positivo muito fraco (a segunda linha era quase imperceptível) na foto nem dá pra ver de tão clarinha.
28,07

No mesmo dia a noite, fiz o de outra marca que era mais sensível (ClearBlue) e a linha voltou a aparecer, porém ainda fraca.
28.07 noite

No dia seguinte eu fiz mais um exame de farmácia e um exame de sangue. O exame de farmácia voltou a dar positivo fraco e o exame de beta, para meu desespero deu 12,5.  No início da gestação, o betahcg dobra no nosso corpo em 48h, mas alguns estudos dizem que pode demorar até 72h para dobrar. Com essas informações eu comecei o meu desespero e a bateria de exames acompanhada do médico.

29.07

 

No dia seguinte, dia 30.07, o médico pediu para que eu repetisse o beta e assim foi. Fiz outro beta = 19,8 e outro exame de farmácia. As linhas vão escurecendo conforme os testes envelhecem, por isso, as linhas parecem mais escuras mas são os mesmos testes de antes.
O médico fez a ultra e não constatou nada, apenas um útero aumentado de volume e um dos ovários muito maior do que deveria e com dois folículos (cistos). Isso justificava a minha dor. E começou a embasar a suspeita do médico de possível gravidez ectópica (fora do útero).

30.07

 

No dia 31 fiz outro Beta e deu 23,09 ( o primeiro 48h antes havia dado 12,5 , então quase dobrou, mas o médico preferiu considerar uma dobra). E não fiz exame de farmácia.

No dia 01.08, fiz um exame de farmácia e deu positivo mais forte, mas ainda muito clar0.

01.08

 

No dia 03.08 o beta deu 69,36 e no dia 04.08 o exame de farmácia deu mais visível.

04.08

No dia 05.08 o beta deu 154,33 e o exame clearblue ( que é o mais sensível ) ficou bem mais visível.
05.08

No dia 07.08 o beta deu 312,62 e o exame de urina mais forte ainda.
07.08

No dia 10.08 eu fiz mais um beta e, infelizmente, após 72h, não dobrou e deu 540,28. No mesmo dia o médico pediu e fez uma ultra em que finalmente apareceu um Saco Gestacional! Mínimo, mas lá estava ele no meio do útero.

Bom, parei de fazer o beta e passei a acompanhar somente por ultra  (abaixo um resumo)

Dia 28.07 – Exame de farmácia muito claro
Dia 29.07 – Beta 12,5 exame de farmácia muito claro
Dia 30.07 – Beta 19,8 exame de farmácia claro ainda – ultra sem nada
Dia 31.07 – Beta 23,09 e exame claro
Dia 03.08 – Beta 69,36 linha um pouco mais visível no dia 04
Dia 05.08 – Beta 154,33 linha mais escura
Dia 07.07 – Beta 312,62 linha escura
Dia 10.08 – Beta 540,28 linha bem escura – ultra com saco gestacional visível

Bom, nos dias seguintes, foi época de fazer ultra. Primeiro tive um leve sangramento e na ultra apareceu a vesícula vitelínica, porém o médico avisou que o saco gestacional estava muito pequeno para a vesícula, pois os dois estavam quase do mesmo tamanho.
Nesse momento eu comecei  a perder as esperanças, pois um beta tão baixo sem dobrar com um saco gestacional pequeno só poderia culminar no aborto.

Finalmente, no dia 22.08 após um sangramento forte, foi feita outra ultra e visualizaram o embrião. Achei que pudesse ser um descolamento/hematoma e que as coisas poderiam melhorar, mas infelizmente o sangramento não cessou e no dia seguinte tive sangramentos intensos e na ultra foi constatado que o saco gestacional já estava completamente solto da parede do útero e flutuando.

É bem difícil passar por um aborto ainda mais quando se está tentando muito aumentar a família, mas pelo menos papai do céu foi bondoso comigo e não foi preciso fazer curetagem, o aborto foi espontâneo e completo.

Vamos as perguntas e respostas:

  1. A segunda linha do meu teste deu muito clara. Estou grávida? 

    O fato da segunda linha ter aparecido (desde que de cor e não preta ou cinza,pois são linhas de evaporação) significa que seu corpo está produzindo o hormônio da gravidez. O fato da segunda linha ter sido tão clara pode significar ser uma gravidez muito no início e, para evitar falsas esperanças, é melhor esperar uma semana para repetir o exame de farmácia ou fazer um de sangue.

  2. Meu exame deu positivo, mas meu beta deu negativo. Perdi meu bebê? Ou ainda: meu exame de sangue deu positivo mas eu fiquei menstruada alguns dias depois, o que houve? 

    O exame de sangue a ser feito deve ser o quantitativo, pois se a linha está clara, o exame qualitativo pode dar negativo por o valor ser muito baixo. Se o positivo apareceu e depois você ficou menstruada, significa que você teve uma gravidez química, o que é muito comum, apesar de emocionalmente dolorido.

  3. O que é beta indeterminado? Pode virar positivo depois? 

    Cada laboratório tem um valor de referência, mas a maioria considera indeterminado os valores entre 5 e 25. Se esse valor dobrar a cada 48h, as chances da gravidez evoluir bem são muitas! O ideal é repetir após 48h para ter certeza.

  4. Com quantas semanas posso ouvir o coração do bebê? 

    A partir da sétima semana de gestação já é possível ouvir os batimentos do bebê. Algumas mães conseguem ouvir antes, mas com sete semanas é mais certo.

  5. Toda gravidez com saco gestacional pequeno para o embrião culminará em aborto? 

    Nem todas, mas a maioria. Já vi alguns relatos de algumas gestantes em que o saco desenvolveu após a 9ª semana.

  6. Quais os sintomas de gravidez ectópica (fora do  útero, mais comum nas trompas)? 

    Na gravidez ectópica, o beta também não dobra a cada 48h e na ultra não é possível visualizar nada no útero. Geralmente há dor abdominal aguda que pode ser acompanhada de sangramento ou não. Por isso se recomenda iniciar o pre-natal o mais breve possível.

  7. Tive um sangramento. Vou perder meu bebê? 

    Bem provável que não. O hematoma subcorionico (descolamento do saco gestacional) é bem comum de acontecer e, quando ele acontece, gera sangramento. Um repouso bem feito acompanhado de remédios (hormônio) geralmente faz com que ele “cole” novamente. Tive no meu primeiro filho e deu tudo certo! Ele nasceu lindo e saudável. Estudos mostram que quando o hematoma é inferior a 60%, as chances são enormes de recuperação.
    Há outras causas para o sangramento que devem ser investigadas.

  8. Quais são as causas do aborto espontâneo? 

    Geralmente os abortos espontâneos acontecem por má formação do feto/placenta… nosso corpo é tão sábio que já faz a seleção e rejeita embriões com má formação. Somente após o segundo aborto é que se recomenda investigar para verificar a causa.

  9. Se o beta não dobrar ou dobrar certinho, posso ter uma gestação saudável? 

    A maioria dos casos, infelizmente, aponta que não. Quando o beta dobra só a conta do que deveria dobrar ou nem dobra, a previsão é de que haverá um aborto em algum momento.  Atenção, pois o beta só dobra assim no início, depois os valores progridem de forma diferente.

  10. Quando posso visualizar o saco gestacional? 

    Geralmente o saco gestacional será visualizado após o beta dar 1000. Se visualizado antes, já é algum indício de algo errado. Já é possível ver com 5 semanas. Se você não visualizou com 5 semanas, pode ser que tenha tido uma ovulação tardia e você não esteja com cinco semanas, mas menos.

Coletores Menstruais

melunas

Hoje o assunto ultrapassa a maternidade, vai além de ser mãe e fala sobre nós, mulheres! 

Há algum tempo percebi no cantinho do Facebook um anúncio de um coletor menstrual. Depois de alguns dias, esse anúncio estava aparecendo na minha timeline. Curiosa, abri para ver do que se tratava e meu primeiro pensamento foi nojo e repulsa. Como todo ignorante, fiz meu pré conceito da coisa e , sem saber nada sobre como funciona, achei nojento pq a primeira coisa que passou na minha cabeça foi a higienização do coletor.

Mais algum tempo passou e uma amiga de faculdade postou na sua timeline sobre a maravilha que era o coletor e disse que quem estivesse interessada poderia entrar em contato com ela que ela adicionaria em um grupo do facebook que só falava sobre isso.
Aceitei o desafio e pedi para que ela me adicionasse.       Minha vida mudou.

Após entrar no grupo Coletores Brasil, vi a possibilidade de amenizar muitos dos transtornos causados naqueles dias. Trata-se de um coletor menstrual que se mantém inserido no canal vaginal para coletar o sangue do período. Após a coleta, o sangue é descartado e o coletor reinserido.

O coletor é conhecido há mais de 80 anos e extremamente difundido na Europa, porém, somente nos últimos anos que foi mais divulgado no Brasil. Recentemente, a mídia impressa e digital passou a dar mais importância para o assunto e creio que, em breve, a mídia televisiva também falará sobre.

Quando conversei com minhas amigas, a maioria amou a ideia, porém, TODAS ficaram receosas com o uso, principalmente com relação ao incômodo e praticidade.  Assim, vou responder algumas das perguntas que mais ouvi e tentar ajudar.

O que é?
É um coletor feito de silicone médico ou TPE, ambos não tóxicos.

Como usa?
Você insere no canal vaginal de forma dobrada (existem zilhões de dobras para serem usadas) e ele se abre, formando uma espécie de vácuo (fraco) fazendo com que o sangue seja recolhido dentro do canal. Após a coleta, ele deverá ser esvaziado, lavado e reinserido.

Não faz mal só lavar?
Não. Antes de cada uso no início do período (ou ao final deste) o coletor deverá ser esterilizado (pode ser fervido).

É difícil inserir?
Não é fácil, mas também não é difícil, é questão de jeito e prática. Depois que se pega a manha, fica fácil.

De quanto em quanto tempo devo esvaziar?
Conforme a necessidade. O coletor não pode ficar mais de 12 horas no corpo, devendo ser esvaziado antes disto. Tudo depende do seu fluxo.

E quando vou saber se tá cheio ou não?
Nos primeiros dias de uso, você vai precisar tirar para saber como está o andamento. Após conhecer seu corpo, ficará mais fácil saber a hora.

Tem tamanho?
Sim tem. A maioria vem em dois tamanhos: uma para mulheres que tiveram filhos e outro para as que não. Isso não é regra, pois outros coletores tem até 8 tamanhos.

Vaza?
Se colocado de forma errada, sim. Há formas de verificar se ele está bem posicionado e aberto. Quando bem colocado, não vazará.

Posso ir a piscina? Fazer atividade física?
Sim.

Então é tipo um absorvente interno? (OB?)
Não! O absorvente interno fica posicionado próximo ao colo uterino, bem no fundo, já o coletor é colocado mais próximo ao orifício da vagina. Outra diferença importante é que o absorvente interno absorve não só o sangue, mas também outros fluidos fundamentais para a mantença da flora natural.

Então ele incomoda?
Não. O absorvente interno se colocado na entrada da vagina incomoda, já o coletor não. Ele é maleável e irá se dobrar e amassar quando necessário e sem vazar.

E na rua? Faz como?
Por poder ficar com ele até 12h por dia, dificilmente será necessário realizar a troca na rua, mas se necessário, uma garrafa com água ou lenços umedecidos próprios para isto são suficientes para a higienização antes da introdução.

Já tem estudo comprovando a segurança?
Aqui no Brasil não. Mas estudos internacionais sim.

Onde compro?
No Brasil são vendidas quatro marcas: Holy Cup, Meluna, Lunette e Inciclo. Sendo somente a última nacional e as demais importadas.

Há diferença entre elas?
Sim. Holy Cup e Meluna são fabricadas pela mesma empresa, sendo o Holy customizado por empresa brasileira e o Meluna apenas traduzido. Essas duas marcas são feitas de TPE e possuem 8 tamanhos e 3 consistências diferentes, das quais falarei mais sobre abaixo. O Lunette e o Inciclo possuem dois tamanhos cada e são feitos de silicone medicinal.

É caro?
O preço varia de R$70,00 a R$150,00.
Vale a pena conferir o grupo no Facebook (Coletores Brasil). No post fixo está elencado o passo a passo desde a escolha até possíveis contratempos. É um grupo com bastante discussão (saudável) sobre todas as opiniões. Há discursos sobre a libertação feminina, sobre o autoconhecimento e a conscientização ambiental (já que se trata de um produto reutilizável que substitui o absorvente tão poluente) e também há discursos sobre mulheres que apenas procuram uma facilidade pra seu cotidiano.

 

Review do Meluna e Holy Cup

Demorei alguns meses para finalmente decidir usar o coletor. Como sou neurótica, comprei 3 diferentes para que eles fossem testados.  Falarei primeiramente do Meluna e do Holy Cup. Ambos são oriundos do mesmo fabricante e, portanto, são iguais.

Primeiro digo que fiquei decepcionada com os dois. Não os achei de boa qualidade. Percebi que o Holy é simplesmente embalado de forma diferente do que o Meluna e vem com instruções em papel impresso. O Meluna, por outro lado, vem num papel transparente, junto com instruções impressas em papel de revista e um saco da marca. O material não me pareceu bom, fora que a borda interna do Holy Cup estava “derretida” como se algo quente tivesse sido encostado ali e o coletor tivesse marcado.

A sacolinha do Holy parece de papel enquanto que o da Meluna é tecido. O tecido do da Meluna solta pelinhos no coletor. O meu laranja ficou roxinho.

20150428_215523 20150428_215440

Outra coisa que me incomodou foi a falta de padrão. Enquando o Meluna (laranja) veio com a marcação de ser modelo Classic e M, o Holy G veio apenas com a inscrição “L”.

20150428_220013 20150428_220037

O Meluna (laranja) é M, enquanto o Holy é G. A diferença no corpo é enorme!! Apesar de ambos serem imperceptíveis durante o uso, achei o M mais adequado para mim. Segue comparações.

20150428_215705 20150428_215826 20150428_215927 20150428_215949 20150428_220101

Ambos foram comprados no dia 17/04 e chegaram no dia 27 e 28/04.  Quanto ao uso, são pouco difíceis de introduzir, não vi diferença entre ele ser de bola ou de haste. Tanto a bolinha quanta a haste não incomodaram, sendo que a bolinha é de maior dificuldade no manuseio caso a pessoa tenha unha grande. Fora isso, são confortáveis e não encontrei grandes dificuldade para a inserção sem ser as normais de uma iniciante.

Em breve farei a comparação com o Inciclo e futuramente com o Lunette.

Review do Inciclo

De longe é muito melhor do que os dois de cima! Ele é mais molinho e mais liso e, por causa disso, muito mais confortável. Como ele é liso, ele desliza com maior facilidade e permite que a gente mexa, gire ele de forma mais confortável e fácil. Fazer ele abrir é mole!!! Depois que coloquei esse no uso, até esqueci que tinha os demais. Ou seja, creio que todos que são de silicone sejam mais confortáveis que os de outros materiais. Veremos como será com o Lunette.

Visualização obrigatória para quem está pensando em comprar o seu:

O que não pode faltar no enxoval feito nos EUA

GRAVIDA-COMPRAS

 

Ainda está perdida com relação ao que comprar,  quantas peças comprar e onde comprar???  Veja o nosso serviço de consultoria de enxoval clicando aqui

 

O que comprar na viagem para os EUA?? Depois que o post sobre viagens com bebês foi ao ar (onde tem a lista das lojas e shoppings) , muitas mães pediram para fazer uma listinha do que a gente deve comprar nos EUA e uma breve explicação.

Compilei alguns dos produtos mais utilizados pelas mamães e outros que eu indico. Vamos lá!

  • Babá Eletrônica – As mamães amam a Motorola com visor. Eu, particularmente, sou a favor de qualquer uma que tenha visor e ainda mais uma outra que não tenha.  Além de uma mais sofisticada, super indico as da Graco! Pode ser a da mais simples! Eu tenho uma que funciona a pilha ou na tomada e é ótima. Sinal perfeito, alcance fora do normal! Quando eu vou pra casa na Serra, deixo a babá no quarto dele e vou até a piscina que fica a três casas de distância, no final do condomínio a uns 400m de distância e eu escuto tudo perfeitamente.

graco

 

  • Chupeta  Mam Perfect –  Pra quem pretende aderir à chupeta, aqui no Brasil você acha pra vender por até R$40,00 e lá são míseros 5 doláres. Essa chupeta tem o bico mais fino e não atrapalha na dentição. Vale comprar pra todas as idades: 0-2. 0-6 e +6m.

mam mam2

  • Termômetro por Infra vermelho  – Esses termômetros não encostam na testa do bebê e são uma mão na roda para medir a temperatura quando estão dormindo. Eu uso duas marcas: Safety First e VeraTemp. Amo os dois.
termo 3

A tela muda de cor de acordo com a temperatura. Vermelho = febre

termo 2

  • Kit Higiene da Safety First – vem tudo!

kit

  • Pomada para assadura Desitin Azul e Roxa – A pomada azul já vende no Brasil e não é um roubo, mas não vende o pote. Então, pra longo prazo, indico comprar o pote lá pq sai mais em conta. Já o roxo (que é pra tratamento de assadura) não vende aqui. Não teve pomada melhor pra curar assaduras logo quando elas começam a dar as caras do que essa. Indico muito. Para trocas diárias de fralda, um pote de azul pode durar até 04 meses. A Roxa pode durar mais ou menos, já que a quantidade que se passa quando está assado é maior, mas as vezes que ele assa são poucas.

desitin

 

  • Pomada para assadura A+D –  Essa pomada é quase transparente e mais fácil de passar e tirar. Ela é ótima para passar nas dobrinhas do bebê e atrás das orelhas para evitar assaduras e cortes. Indico muito!

a+d

 

  • Roupinha Carter’s – Esta marca além de barata, é de muita qualidade. A malha dela é gostosa e os modelitos uma graça. Para uso do dia a dia, vale comprar os Kits de Body e também os kits com calça+ 2 Body (os que tem bichinhos no bumbum).

carters 1 carters 2

  •  Roupas da The Childrens Place – Não é a de melhor qualidade, mas o preço é imbatível! Se pegar promoção então… Eu comprei blusa Manga Longa por 1 dólar! Tem calça Jeans, Pijamas, casacos..  tudo!The-Childrens-Place1

 

  • Roupas da Gerber – É tipo uma Carter’s só que não. O preço é mais em conta e a modelagem é muito pequena! Lembrem disso. Eu comprei kit com 4 peças por 5 dólares. Compensa.

gerber

gerber body

  • Roupa Garanimals – Essa marca vende no Walmart, mas é muito ruim de encontrar na loja física. Já na loja virtual tem várias coisas e por preços bons. A malha é muito boa e a roupa dura bem.

garanimals

  • Roupa da Gymboree – Essa loja tem a melhor malha que já vi. Roupas grossas e boas, além de muito bonitas! Mas, o preço pega. Comparada às outras, é bem carinha, mas ainda assim, muito mais barata do que qualquer uma no Brasil.

gymboree

  • Potes Térmicos da Thermos – Para viajar e passear com bebês que estão iniciando a alimentação é muito ruim. Comer na rua não é seguro e as papinhas nem sempre são aceitas pelos bebês. O meu, por exemplo, nunca comeu papinha pronta. Sempre vomitou. Com esses potes térmicos, dá pra levar uma porção de comida bem encorpada. Meu filho tem dois anos e meio e come uma porção dessas. Também tem os térmicos pra levar sucos e lancheiras da marca que também são boas e eu aconselho. Sempre levo o pote térmico dentro da lancheira térmica e a comida fica bem quentinha. Só temos que redobrar o cuidado com a esterilização destes itens.
thermos pote

Pote térmico para comida

thermos garrafa

Garrafa com canudo para levar sucos

thermos lancheira

Lancheira Térmica para colocar os potes térmicos e a comida durar ainda mais.
Também serve para levar lanchinhos.

  • Concha Amamentação – As conchas pro seio são ótimas e de excelente uso. Os absorventes de seio são caros e a concha substitui bem. Além disso, a concha também serve para curar o seio rachado, já que fica imerso no próprio leite que é um cicatrizante natural.

avent

 

  • Soutien de Amamentação – Aqui no Brasil só tem aqueles modelos feios sem bojo e são caros! Lá fora você encontra diversos modelos com cara de soutien normal! Tem rendado, sem renda, com bojo, sem bojo… São lindos e com preço justo.

soutien

 

  • Absorvente de seio – São fundamentais para sair. Indico os da marca Lansinoh, pois o absorvente vem com duas tiras adesivas para grudar no soutien, minimizando o risco de vazamentos.

absorve

  • Bomba de Leite – A maioria das mães compra a Medela Swing. Eu não vejo necessidade. Usei a Avent Manual e adorei! Fácil de ordenhar, sai muito em pouco tempo, fora que a gente controla o fluxo e pode determinar quanto dói ou não.

avent

 

  • Lancheiras e Mochilas – Depois que passa da fase de usar a bolsa de bebê, é mais prático levar as coisinhas dele em mochilas ou lancheiras. Gosto da Marca Skip Hop pois é divertida e tem um preço bom, mas qualquer outra serve.

skiphop1 skiphop2

 

skiphop3

 

  • Bolsa Maternidade – Pra quem quer fugir das bolsas brasileiras que tem bichinho bordado, bonequinha …. e prefere bolsa de bebê com cara de bolsa de mulher convencional, pode optar pelas JJCole (preço alto) ou de outras marcas como Carter´s e Gerber. São lindinhas e o preço é ótimo.
jjacole

Bolsa JJ Cole que é mais parecida com uma bolsa normal

gerber bag

Bolsa da Gerber (já vem com o kit)

 

  • Brinquedos Fisher Price –  Observe a faixa etária de cada brinquedo. Para cada faixa, há um brinquedo com o estímulo adequado.  Vale a pena!

fisherprice1

 

  • Tapete de atividades – Esse item não é indispensável, pois, apesar de muito útil, será útil por pouco tempo. Na fase em que o bebê está começando a brincar (2 meses) até que comece a engatinhar ou rastejar (5-6 meses), estes tapetes são verdadeiros parques de diversão! Além dos estímulos motores, ele vai entreter seu filho por um bom tempo, podendo dar uma folguinha.

tapete

 

  • Carrinho – Se você for viajar grávida, infelizmente a compra do carrinho vai lhe custar uma mala, mas se você for com o bebê, carrinho é uma das coisas que você pode trazer e não conta como mala a mais (pelo menos na TAM). Quando eu estava grávida, comprei o Pliko P3 que é ótimo,  mas nada demais. Quando fui com o meu filho (com quase dois anos), trouxe um mega carrinho grande, mas já pensando no segundinho: o BRITAX B READY. O carrinho é ótimo!! Pra todo tipo de terreno e ainda é duplo! Tem que comprar a cadeirinha a parte, mas serve pra duas crianças acima de seis meses! Antes disso, ele encaixa vários bebês confortos ou moisés. Eu adorei e recomendo muito!
p3

Pliko p3 – fecha guarda-chuva e acopla o bebê conforto em cima do acento.

 

britax

Britax B-Ready. Meu atual! muito versátil

 

  • Copos, talheres e pratos –  A partir dos seis meses de idade o bebê começará a comer e o ideal é que os talheres e pratos sejam separados. Eu usei os da Munchkin  para talheres e pratos e Avent e Munchkin para copos de treinamento. Vale comprar copos de treinamento de 0 a 6 meses, 6+, 12+ e 24+ , você vai acabar usando todos eles. Não esqueça das vassourinhas para limpeza também.

mun

  • Mamadeira – Todas falam em Avent, Dr Bown e afins. Eu sou super a favor da COMOTOMO. Essa mamadeira é molinha, toda de silicone e o bico imita o seio materno, assim, se você amamenta e precisa complementar, dificilmente seu filho irá largar o peito. O esforço para sugar é similar ao se quando está no seio e a quantidade que sai idem. Ela é uma das mais simples para limpar! Não tem erro.

comotomo3

  • Trocador portatil – Ninguém fala deste item, mas esse é o mais valioso! O trocador portátil é em formato de bolsinha e dentro dele você coloca as fraldas, lenço e pomada! Muito útil na rua! Em qualquer lugar que eu fosse, levava a bolsa dele com leite, biscoito, muda de roupa, mamadeira e, fora da bolsa, o trocador portátil pendurado no carrinho. Na hora de trocar o bebê não é preciso ir com toda aquela bolsa enorme, mas só o trocador portátil. Acredite, sua vida vai ficar mais fácil! Muito mais!

trocador

trocador2

 

  • Mochila guia – Infelizmente, no Brasil é visto como “coleira” e não é muito aceito pela sociedade, mas eu usei em shopping e usei muito na viagem pra Disney (lá é super comum). Tem de várias marcas, mas as mais conhecidas são da Carter’s.

mochila

 

  • Espelho retrovisor – Como toda mãe neurótica, eu usei e achei fundamental. Um dos meus medos era sair com o bebê sozinha de carro, pq meu filho tinha refluxo e eu morria de medo dele engasgar sem eu ver. Com o retrovisor, você consegue ver o rosto do bebê! Aconselho muito! Tem dois tipos, um pra usar no vidro traseiro ou no encosto do banco traseiro para quando o bebê anda de costas e outro que é pra colocar ao lado do retrovisor normal e permite que você veja o bebê quando ele já estiver andando de frente. Sinceramente? Além de olhar pro bebê sempre, creio que o retrovisor ajude nos casos de esquecimento da criança dentro do carro. Se você criar o costume de olhar pra esse retrovisor, num descuido poderá ver que seu filho está dentro do carro e evitar qualquer acidente.
retrovisor1

Retrovisor para quando o bebê anda de costas

retrovisor 2

Para quando o bebê viaja de frente

  • Nosefrida – Eu não usei pq eu não conhecia, mas pelo que vejo, teria sido ótimo pra mim e eu certamente usarei pro próximo filho. Trata-se de um aspirador nasal movido pela boca da mãe. Não é nojento, a mãe só suga o ar e a secreção nasal fica presa no filtro. Tem que comprar o aparelho e também vários filtros. Lembre-se: uma criança fica gripada até 12 vezes por ano.

nosefrida7

  • Creme estria – Quando tive meu filho, usei o creme nacional mesmo e óleo de amendoas. Recentemente, por conta de um aumento de peso, tive estrias na barriga. Resolvi testar o creme “da moda” que é o da Palmer’s! Nossa! Amenizou muito!! Então indico!! De dia, passa-se a base + creme para o dia e a noite passa-se a base + a manteiga em pote . Após o banho pode passar o óleo também! Muito bom!

palmers

 

  • Creme para seio rachado – Nenhum nacional faz o milagre da Lansinoh! Por conta da cesárea, a primeira mamada foi deitada e, consequentemente, meu filho estava com a pega errada. Machucou o bico do peito e nada resolvia! Só a Lansinoh deu jeito! Ela é feita de lanolina e pode ser mamado pelo bebê sem problemas. Muito boa!

lansinoh

  • Fazedor papinha – Muitas usam o baby cook, outras dizem pra não usar nenhum… eu usei o baby bullet e o baby bullet steamer. Com um eu fazia o legume no vapor e com o outro a papinha. Ele tem duas lâminas uma que amassa e outra que tritura. Com uma amassava os legumes (que ficavam em pedaços ainda) e com o outro eu triturava a carne.

babybullet

steamer

Baby Steamer – para fazer legumes no vapor

 

  • Esterilizador – Em casa eu fervia tudo! Na rua é que eu tinha problemas. Pra casa, existem aqueles grande de microondas e eu não senti falta, mas pra rua, eu adorei o saco da Medela para microondas. Prático e cada saco pode ser usado por até 20x.

medela

  • Crocs – Cada sapatinho deste no Brasil é uma nota! Eu comprei por até 9  doláres! Esses sapatos não escorregam, são fáceis de limpar e confortáveis. Indico!

crocs

 

  • Meia e cueca/calcinha – Parece besteira, mas esses itens de qualidade são caros no Brasil e lá fora são baratos! Indico a marca Hanes e fruit of the loom.

Hanes hannes2 fruitlo

  • Boia – Tem uma boia que vende no walmart que é feita de espuma. Ela coloca no braço e fecha nas costas, assim a criança está sempre flutuando. Recomendo muito! Puddle Jumper

puddle

  • Crib liner (protetor de berço) – Antigamente todo mundo usava aquele Kit berço gordo, felpudo… ocorre que com esses kits, o bebê corre o risco de sufocar. Aí inventaram um “flat” mais fininho, mas o risco de sufocamento é o mesmo. E aí? Como faz pra criança não prender a perna nas grades do berço? O conselho de pediatria americano proibiu a venda do kit berço e aprovou uma telinha. É linda e uma excelente substituta!

crib

 

Ainda está perdida com relação ao que comprar,  quantas peças comprar e onde comprar???  Veja o nosso serviço de consultoria de enxoval clicando aqui

Feira Gestante e Bebê – Rio de Janeiro

Mega-Gestante-e-Bebê

fonte: google

Se você é consumista e quer economizar, a feira gestante bebê é o seu lugar! Rimou, mas não era pra rimar. De novo. Bom, a cada três meses (hoje em dia dois meses) o Rio Centro recebe a Mega Feira Gestante e Bebê (https://www.facebook.com/megagestantebebe?fref=ts) onde vários expositores do Brasil se unem para vender roupinhas e acessórios de bebês e gestantes.

Eu já ajudei algumas gravidinhas a comprarem por lá e, volta e meia recebo um e-mail pedindo dicas sobre a feira. Desde que soube da minha gravidez em janeiro de 2012, eu só deixei de ir em uma edição. Nas de 2015, eu fui comprar roupinhas de presente para a esposa do meu padrinho de casamento que espera a sua segunda menina e te digo que ainda vale a pena! No final de 2015 e início de 2016 fui para pesquisar e comprar coisas pra minha princesa que virá ainda esse ano.

Como eu disse, a feira acontece no Rio Centro, tem entrada franca, mas o estacionamento custa atualmente R$25,00. Para evitar as longas filas ao final da feira, aconselho que você pague o estacionamento antes de entrar, já que o preço é fixo e não tem prazo para sair após o pagamento. O Estacionamento fica longe da entrada da feira, mas a boa notícia é que eles disponibilizam carrinhos tipo o de Golf para levar as mamães do estacionamento até a feira e vice-versa.  Se você for com intenção de comprar muita coisa, leve gente pra te ajudar a carregar. Apesar de ter guarda-volumes na feira, ele fica logo no início, então a logística de ida e volta do guarda-volumes não vai ser a melhor.

Antes de comprar as coisas, vale sentar e fazer uma lista do vai comprar. Em dicas, eu coloquei uma lista, mais ou menos do que foi preciso comprar. Segue link. Além das roupas, tem o kit higiene, almofada de amamentação, kit berço, etc. Vale usar a própria lista pra consultar preço e voltar nos stands que valerem a pena.

Bom, ao entrar na feira, preencha o seu cupom de participação no sorteio do quarto dos sonhos. Ele acontece no domingo, último dia da feira e presenteia o sorteado com um quarto de bebê completo.

Passado a área de sorteio, você vai encontrar um corredor enorme com muitos expositores vendendo serviços como o de fotografia, bem como stands de comida e o Stand da drogaria Venâncio. Em todas as edições que fui, o preço da fralda era muito similar aos que encontramos por aí, mas o lenço umedecido Johnson tinha um preço excelente. As vezes 4,99 as vezes 5,99. Na última edição que fui, infelizmente não tinha nada de atrativo na farmácia, nem mesmo o lenço. Fica a dica de calcular o preço da unidade da fralda, de acordo com o tamanho, do que você já paga usualmente. Assim, você consegue calcular na hora se vale a pena.

Passado o bafáfá do corredor inicial, você vai se deparar com a feira em si. Geralmente um espaço “lounge” com cadeiras e puffs e o início da feira. Um dos primeiros stands que você vai avistar é um comprido com bastante roupa de saída de maternidade exposta na parte traseira do stand (no alto) e várias araras. Nestas araras, o menor tamanho está na direita e o maior na esquerda. Antigamente este stand vendia 3 bodies por 26,00 e 3 calças por 24,00. Hoje já não está baratinho. Mas, pra quem procura body de qualidade (grosso), esse vai ser um dos com maior diversidade. Na última edição que fui no início de 2016, este stand não estava valendo a pena para body a vulso, apenas para saídas de maternidade de linha.

20160129_171550

O macacão é vendido separado da manta. Macacão 79,90 e manta 49,90

Vale lembrar que muitos dos produtos expostos se repetem em vários stands (principalmente as roupas) e, por causa disso, seria interessante pesquisar ANTES de comprar. Sempre tem um item da moda que vai ser mais barato e terá em todos os stands. Na última edição (2015) foram bodies listrados de manga curta ou longa sempre com branco variando rosa, azul, verde, amarelo e roxo. Uma graça! Tecido delicioso. Enquanto em um stand esse mesmo body custava 12,00 em outro custava 6,00! Metade do preço! Por isso vale pesquisar. Na edicão de 2016, tinha apenas um stand com body de boa qualidade em promoção. E que promoção!! Body ou calça por 3.99! Comprei o mundo!

20160129_092907

 

20160129_092939

Eu aconselho a fazer a feira em zig zag, seguindo a ordem dos corredores. Se olhar pro alto, tem a letra do corredor correspondente.

Bom, segue média de preços de algumas coisas triviais:

– Body sem manga ou manga comprida daqueles que estão “na moda” e vão ter em todos os stands: 7,00

– Calça de tecido gostoso, mas lisas (azul, rosa, branco, verde, amarelo, roxo) : 4,99 as vezes 5,99

– Mosquiteiro para carrinhos: 10,00

– Toalha com capuz e forrado em fralda: 25,00 (qualidade boa)

– Saída de maternidade de linha: 69,90 a 119,00

– Saída de maternidade de plush: 49,90

– Conjunto de Body + Calça (simples): 12,00

– Macacão de Plush: de 19,90 a 39,90

 

Indicações:

–  Cecília Bordados. Assim que entrar na feira, na parte dos stands de roupa, olhe para sua esquerda. Verá um stand longitudinal com várias saídas de maternidade, roupas de linha e body mais sofisticados. O preço é um pouco mais salgado, mas a qualidade da roupa é infinitamente melhor. A dona é uma senhora portuguesa e a fabricação é própria. Como a saída de maternidade é uma só, acho que compensa.

20160129_171232

– Carol Fashion. Este stand é dedicado às mães de meninas. Tem sapatinho de linha, kit com touca, luva, sapato.. sapato + faixa de cabelo e algumas saídas de maternidade. Achei o forte dela as faixa pra cabeça e os kits de sapato + faixa (3 por 60,00) ou kits de luva + touca + sapato de linha (2 por 60,00). Comprei também um kit pra pegar sol por 30,00 pq achei fofo demais!

20160129_170501

20160129_170356

IMG-20160130-WA0001

– Não lembro o nome do stand (uma pena), mas ele se diferencia dos demais por vender kits higiene (porta treco) bem mais bonitos e caros também. Pelo preço da bandeja , você pode comprar um kit completo de MDF. Mas que são de morrer, são!

20160129_155027

– Indico muito e com muita convicção o Stand Vovó Branca para compra de cueiros, mantas e principalmente toalhas. Ela geralmente faz promoção de duas toalhas por 50,00; A toalha é forrada e muito boa! As do meu filho estão no uso há dois anos e entram na máquina de lavar e depois na de secar. Não puxou fio, não encolheu, nem deformou. Estão ótimas ainda!

– Stand ao final da feira que vende acessórios como chupetas, mamadeiras, mordedores, mochilas, copos… tem muita coisa importada (que vende em shopping) por quase a metade do preço;

– Stand Decoramimos: vende um mini berço de madeira maciça. O diferencial desse berço é que a estrutura é de madeira maciça, mas o local onde o bebê fica é de pano. Já vem com o jogo de lençol e mosquiteiro dispensando qualquer necessidade de comprar kit berço e outros aparatos. Você escolhe a estampa que preferir. Geralmente, esse stand só funciona com encomenda, mas compensa.

20160315_155355

 

20160315_155359

 

20160315_155402

 

 

O que eu comprei na feira:

Em 2012, eu comprei o enxoval completo do meu filho de 0 a 3 meses (roupa conforme indicado no post), cueiro, manta, toalha de banho, pano de boca, roupa de cama pro berço, kit berço, cortina, kit cama da babá, kit com 3 bolsas de maternidade, saída de maternidade, kit higiene, tapete, almofada de amamentação e quadros iluminados personalizados com o nome. Gastei em torno de R$2.500,00.

Em 2015, comprei dossel, véu mosquiteiro para o berço (que tem comoda), cortina, prendedores da cortina, ponteira da cortina (só esses mimos foram R$1.500,00 pois foi presente e me deram um kit mega luxo), trocador, kit porta treco, 43 peças de roupa (das de 3,99), duas saídas de maternidade, um conjunto de linha, umas 15 sapatilhas meia da puket, 3 laços para cabeça, duas roupas de pegar sol, almofada de amamentação mais uma capa extra, um quadro decorativo para a porta do quarto, mini berço de madeira com seu respectivo kit e véu. Gastei em torno de R$2.500,00 + R$1.500 do kit de dossel e cortina

O que não vale comprar:

Móveis. Muitas mães compraram, mas eu não indico.  O preço da feira é o mesmo preço da loja ( a menos que você compre o mostruário) . Um dos motivos para não comprar é pelo fato de a equipe das lojas ser montada por temporários mesclada com alguns vendedores das lojas físicas, assim fica difícil de procurar apoio em caso de atraso na entrega. Alguns stands tem um cnpj próprio pra loja da feira, logo, se você tiver problema, vai procurar uma loja que não foi a que te vendeu.  A única exceção foi o mini berço de madeira maciça, pois não achei em loja e é feito por marceneiro.

Carrinho de bebê e cadeira de carro. As marcas de carrinho não são as mais conhecidas (peg perego, infanti, mclaren) e sim algumas desconhecidas com preço mais ou menos. Nada que não possamos encontrar fora da feira. O mesmo acontece com as cadeirinhas de carro.

Mais itens que comprei:

20160129_171451

Vestido + Calça da Cecília Bordados

Meias sapatilhas da Puket (substituem os sapatinhos até 4 meses que podem machucar o pé do bebê)

Meias sapatilhas da Puket (substituem os sapatinhos até 4 meses que podem machucar o pé do bebê)

 

Dossel para colocar o véu mosquiteiro.

Dossel para colocar o véu mosquiteiro. Do Stand Magia e Fantasia

20160129_170847

Quadro vendido no corredor A R$80,00

]Boa sorte e boas compras!

 

Viagem com bebês

Então mamães, viajar é sempre uma delícia, mas sempre fica a dúvida e a falta de coragem para viajar quando se tem um bebê. Um milhão de fantasmas, dúvidas e neuras ficam assombrando as noites de sono quando a gente decide viajar.

Eu sou uma fã da Disney, seja pela magia do lugar, seja pela opção de compras, mas o que importa é que amo! E, amando, queria levar meu filhote comigo, mas como? Sou o tipo de mãe que não viaja 2 horas de carro, pois tenho medo do trânsito, do bebê passar mal na viagem ou no local de destino, tenho medo de tudo! Não quero me sentir culpada caso algo aconteça. Mas bem verdade, é que não podemos deixar de viver; e viver junto com o nosso pequeno é sempre mais gostoso!

Eu viajei sim com minha delícia e ficamos 15 dias em Orlando. Ele viajou com um ano e meio e eu recomendo! Parece que sincronizei a viagem para o momento perfeito, pois a viagem foi semanas antes dele entrar na bendita fase do “não”. Hoje se eu pedir para ele dar um tchau pra qualquer pessoa só se ouve NÃO, mas na época ele brincou muito e participou de tudo.

Vamos ao que interessa, vamos a tudo (ou quase tudo) que precisamos saber pra viajar com um bebê (também estou respondendo perguntas deixadas aqui no blog):

Para quem quiser saber quais itens que não podem faltar no enxoval comprado nos EUA, clique aqui.

ANTES DE VIAJAR:

1)      A escolha da cia aérea

Nunca achei que fosse tão difícil escolher uma cia aérea. Pra mim, seria simples: a mais barata. Com filhote junto não vale tanto a pena. Existe bastante diferença entre elas. Umas oferecem voos diretos, outras facilidades como berço no avião, comidinha diferenciada pros pimpolhos, assentos preferenciais… Eu optei pela TAM. Apesar da zona do check in, da mudança de política no meio da viagem e perda do assento preferencial gratuito, parece ser a melhor entre as que voam pra Orlando. Meu filho é um piloto da TAM com direito a crachá e tudo (basta fazer o cadastro no site deles para que seu filho vire comandantes mirim, visite cabine, etc) fora isso eles são considerados como as mais amigáveis quando o assunto é voo com bebês.  Na TAM, bebês de até dois anos pagam 10% do valor da passagem, voam no colo e tem direito a uma mala de mão + uma mala despachada + bebe conforto ou carrinho.

E o voo? Melhor noturno ou diurno? Dizer que eu preferi o diurno. Se o seu bebê é bem bebê e couber no berço que a cia aérea oferecer, ótimo. Pegue o noturno. Assim ele dormirá no berço, você na cadeira e tudo lindo. Se ele não couber e ainda não tiver assento próprio, como foi o meu caso, melhor o diurno. No diurno, ele vai ver galinha pintadinha, vai desenhar, mas vai adorar mesmo é andar pelo avião. As pessoas vão brincar com ele, vai te dar um descanso. Eu fiz um diurno e um noturno. Mil vezes mais o diurno do que a dor nas costas e a noite sem dormir no noturno. Não achava posição para ele dormir no meu colo. Para ele foi bom, mas para mim nem um pouco.

2)      Escolha do Hotel

Eu perdi dias da minha vida escolhendo qual hotel ficaríamos. Isso tudo porque eu cismei que o hotel teria de ter cozinha. Meu filho não come industrializado, logo, como eu iria fazer comida pra ele? Ele também é chato para comer na rua… como resolver?

No final das contas eu optei pelo sem cozinha e tentei a sorte dos industrializados. Burra. Então, não precisa nem ficar neurótica em ter cozinha, nem surtar dando industrializado. No meio do primeiro dia, avistamos uma boca de fogão elétrico. Pronto! Solucionado! Comprei no Walmart por 19 dolares e foi excelente. Fiquei hospedada inicialmente no Rosen Inn at poite Orlando (recomendo) e não precisei de mais nada.

fogão eletrico

Porque escolhi esse hotel? Eu já tinha ficado nele antes. Ele é perto de um dos muitos bafafás de Orlando e eu gosto dele. O berço é ótimo! É de ferro com barras brancas em toda parte e o colchão, mega giga grosso, ou seja, muito confortável. Eles tem vários, nem precisa reservar. Quando chegar, basta pedir que eles levam.  O Quarto não é enorme, mas tem um espaço considerável pra criança transitar, fora que tem como isolar a área do banheiro/mini copa do resto do quarto sendo mais seguro pro bebê. A pia do banheiro é do lado de fora, próximo ao frigobar e a cafeteira e tem um espaço considerável. Foi nele que liguei o fogão e te dizer que fiz tudo! Muitos ensopados, refogados, temperei feijão… pro feijão, basta comprar o enlatado pronto sem tempero  e em casa dá pra refogar com alho, cebola e ser feliz com um feijão brasileiro.

Eu disse que fiquei inicialmente neste, pois depois fui para um dentro da Disney o Disney’s All Star Movies. NÃO RECOMENDO. Mais pra frente digo o porquê, mas já adianto que é muito pequeno e o berço é horrível (camping sem colchão).

3)      Ida ao pediatra

Antes de viajar, vá ao pediatra. Vá ao pediatra. Vá ao pediatra. Você vai estar em um país diferente com atendimento diferente, escola médica diferente, remédios diferentes, uma língua diferente… vamos pecar pelo excesso? Fui ao pediatra pra poder ouvir recomendações durante o voo, pegar as receitas dos remédios para dor de ouvido, febre, enjoo ( só pode viajar com remédio se tiver receita médica). Meu filho tem bronquite asmática, então já levei os remedinhos da crise… enfim, tudo que ele usaria normalmente no Brasil, eu levei pra fora.

4)      Pulseira de identificação

Agora eu uso até para sair na rua. Antes de viajar eu entrei  no site Grudado em Você  e mandei fazer pulseiras de identificação para o meu filho. Coloquei o nome dele todo, tipo sanguíneo, meus telefones e nome dos hotéis onde estávamos. Pecar pelo excesso lembra? Vai que você perde seu filho na multidão da Disney? Preferi não arriscar. Fiz as pulseirinhas, expliquei que tinha uma viagem perto e a dona prontamente atendeu a minha súplica de mãe e mandou tudo muito rápido! Tudo lindo, tudo ótimo, ele usou, não se perdeu e eu faria tudo de novo. Inclusive, até em eventos próximos que tenha aglomerado de pessoas eu tô usando.

Aliás, eu aproveitei a oportunidade e pedi etiqueta pra colocar em tudo dele da creche! Roupa, escova de dente, fralda…  As mamães que quiserem comprar  podem acessar o site e informar o código promocional (cupom de desconto)  MATREAL20% para ganhar 20% de desconto em toda compra válido até o dia 30/06/2014. Grudado em Você 

Pulseira

5)      Como fazer a mala

A dúvida da maioria das viajantes é o que pode e o que não pode levar na mala de mão. Lembra daquelas regras de segurança rígidas para entrada de comida e líquidos no avião? Aquele perfume que você teve que jogar fora, pois esqueceu na mala de mão? Isso não se aplica aos bebês (ainda bem!). Não tem rigidez, não tem nada. Tem um bebê e suas necessidades e elas não são questionadas, nem pelas autoridades brasileiras, nem pela americana. Eu levei leite em pó (fora da lata), levei pote térmico com almoço dele, levei litros de água, sucos em caixa, maça, banana… tudo. Sério, tudo! O que ele iria comer em um dia normal, eu levei. E não fui questionada, perguntam o que é, se é pro bebê… muitos dizem que se for industrializado não tem problema e que é melhor levar. Meu filho não come industrializado e aí? Faz como? Leva a comida! Oras.. vai passar fome? Ninguém pediu pra provar, nada. As pessoas são sensatas. A única restrição é quanto à entrada de frutas e verduras no país de destino, ou seja, nada de maça brasileira em solo americano e vice-versa. Como faz? Larga no avião. Simples assim. A TAM até te avisa que este é o procedimento padrão.

Tá. Comida resolvida. E a roupa? E os aparatos? Na mala de mão, leve o que você levaria para passar um dia fora e se atente a temperatura do local de destino. Pode ser que ele embarque com um short e desembarque de casacão. De forma geral, aviões são frios. Aposte nas camadas. Blusas com casacos. Short com calça por cima. Fez frio coloque mais, fez calor vai tirando. Opte também por roupas fáceis de vestir e tirar, pois o espaço para trocar o bebê é mínimo.

Brinquedos. Brinquedos, muitos brinquedos! Uma dica valiosa é levar brinquedos novos. Esses vão despertar interesse por um tempo maior. Os tablets com filmes e desenhos também são uma ótima pedida.

Por fim, fica a dica da mochila. Esquece a bolsa linda do bebê. Seja prática. Acredite em mim, no aeroporto, uma mão livre é ouro! Já vai ter a sua mala de mão, a do marido, sua bolsa, um negocinho, uma lembrança,  o copo de água, a chupeta, o paninho… para! Bolsa de bebê não. Vai na mochila que é melhor, dá pro marido levar e se você estiver sozinha, dá pra colocar uma muda de roupa sua também.

Meu filho não enjoou, mas o enjoo é frequente, então leve paninhos, toalhas e uma roupa pra você. Não esqueça de você.

Quanto aos remédios,  deixe na mala de mão só aqueles que você pode ter que usar durante o vôo como remédios para enjôo, febre, dor de ouvido e outros mais específicos como antialergico e remédios para asma (se for o seu caso).  Como qualquer outro líquido,  eles devem ser guardados em sacolas plásticas tipo ziplock para facilitar a inspeção. 

6)      Comprar pela internet e mandar entregar no hotel

A logística para compras quando se está com um bebê é um tanto quanto impossível! Enquanto você quer comprar roupinha de bebê, seu marido vai comprar aquele tênis e a sua roupa que você queria, já era. Se normalmente você leva uma hora em cada loja, você vai levar o dobro. Pra um pai poder ver a loja, o outro tem que ficar de babá. Se seu filho já anda então… ele não vai querer ficar no carrinho.

Além disso, toda a programação da viagem pode mudar se estiver chovendo, nevando, muito quente… Fica a dica de comprar algumas coisas essenciais pela internet e mandar entregar no hotel. Tudo que você já sabe que quer e vai comprar pode ser comprado do Brasil mesmo (brinquedos, pomadas, acessórios, mamadeiras, copos…) se tiver diferença de preço, é muito pequena. Eu comprei algumas coisas, dentre elas o carrinho. Usei o site Diapers.com pra comprar o carrinho, pois eles entregam em dois dias. Cronometrei a entrega para o dia do meu voo. Assim que cheguei no hotel, ele estava lá me esperando e foi menos uma coisa pra me preocupar.

Dica: alguns hotéis cobram pra receber seu pacote; hotéis dentro do complexo Disney tem logística específica e costumam demorar mais dois dias para entrega, pois eles são entregues em um centro de distribuição que envia para cada um dos hotéis.

Durante o voo:

1)      Despachar ou não o carrinho

Dúvida recorrente entre as mamães é se despachamos ou não o carrinho junto com a bagagem. Eu não aconselho. As bagagens são despachadas no momento do check in que acontece no saguão principal dos aeroportos. Depois deste saguão, ainda iremos pra outro saguão aguardar o momento do embarque. Neste salão não tem muita opção de ajuda e as cadeiras são desconfortáveis. Lembre-se, a sua mala de mão estará com você. Mala de mão e bebê no colo não combinam. A alternativa pra isso é despachar o carrinho no momento do embarque, na porta do avião literalmente. Você fecha o carrinho e entrega pra alguém do aeroporto antes de entrar no avião, depois, na hora de pegar a sua mala, os carrinhos estarão separados para buscar (dependendo da companhia).

Eu não levei carrinho na ida, pois comprei lá. Para cobrir o espaço sem carrinho até o embarque, eu peguei um carrinho da própria cia Aérea. A TAM tem carrinhos de bebês que podem ser usados até o seu embarque. No Aeroporto internacional do Rio de Janeiro essa logística funcionou muito bem. Em São Paulo não. Em São Paulo disseram que só tem um carrinho para atender o aeroporto todo (oi?) e que ele estava em uso… então vai de cia aérea pra cia aérea.

IMG_20140213_042603

2)      Qual assento escolher

Quem tem bebê e vai usar o berço não tem outra opção que não seja ficar no espaço reservado para o berço. O berço fica na parede e, por isso, somente algumas poltronas da primeira fila podem ser usadas pelas mamães. O berço deve ser usado durante o voo e fechado na decolagem, pouso e momentos de turbulência. Cada cia aérea tem a sua política de reserva de berço, algumas exigem antecedência outras não.

Quem não vai usar o berço pode escolher pelas poltronas com mais espaço ou as convencionais. As com mais espaço vão te dar a possibilidade de esticar a perna, andar, colocar ele no chão, mas em contrapartida, no momento de deixar ele no colinho, não vai te dar conforto de encostar a perna pra ele dormir melhor. Depende de cada mãe, do tamanho de cada um… eu mesma ainda não decidi se usarei ou não o espaço + na próxima viagem.

3)      Pouso e decolagem

No momento do pouso e da decolagem a gente sente aquela pressão no ouvido e eles também. O indicado é colocar o seu bebê para fazer o movimento de sucção durante o pouso e decolagem. Se seu filho usa chupeta, não tem erro. Chupeta na boca e pronto. Se ele estiver dormindo, mexa na chupeta para que ele sugue.

Se seu filho não usa chupeta, mas mama no peito, amamente. Se não mama no peito, dê mamadeira, suco, água. Tudo que exija um movimento de sucção é bem-vindo e resolve mesmo. O meu filho usa chupeta e o pouso e decolagem foram tranquilos. Lembre-se de usar a tática assim que o piloto anunciar o início do pouso. Eu esqueci enquanto ainda estávamos no alto e ele chorou um pouco, dei a chupeta e resolveu.

4)      Comida

Como falado anteriormente, não há restrição para o embarque de comida de bebê no voo, mas se você esquecer ou der algum problema, algumas cias aéreas permitem a reserva de uma comida especial para o bebê. Eu não pedi. Em último caso, tem a possibilidade de você pedir a comida de adulto para o bebê.

Na TAM, apesar dos problemas, eu vi que teve um purê muito gostoso para adultos e uma carninha, mas era acompanhada de um molho estranho. Pedi se poderia vir sem o molho (obviamente não poderia já que a comida é pré pronta). A comissária foi na primeira classe, pegou o purê e a carne de lá e trouxe pro meu pequeno. Compensa.

No aeroporto:

1)      Escala

Evite escalas. Evite escalas. Evite escalas! Se for pra fazer escala, certifique-se de que não será necessário tirar as malas no aeroporto da escala. Eu fiz RJ-SP-Orlando. Não deveria ter feito. Fui optar pela empresa mais amiga de bebês e acabou que tive que descer do avião, pegar malas, atravessar o aeroporto e fazer o check in de novo no voo doméstico para depois embarcar. Um saco. Com criança junto foi horrível. Na volta deixamos várias coisas pelo caminho, pois tinha muita tralha. Não recomendo. Se essa for a sua última opção, tente despachar a mala de mão na porta do avião, pelo menos é uma coisa a menos pra se preocupar no saguão de embarque.

2)      Bebê conforto

Na hora do aluguel do carro ninguém pensa no bebê conforto. Mas por qual motivo o bebê conforto está dentro de aeroporto? Tem gente que prefere comprar o bebê conforto e trazer. Eu não optei por isso por um motivo só. Quando eu chegasse de viagem, como iria ser o transporte do pequeno até a loja pra comprar o bebê conforto ou até o hotel para pegar a cadeirinha? Um pai iria comprar e o outro iria ficar no aeroporto esperando? Mas aeroporto é lugar de bebê ficar? Ali transitam pessoas de todos os cantos do mundo e é um ambiente fechado. Será uma boa?

Eu aluguei, saiu 60 dolares durante o período que fosse desde que ultrapassados 10 dias. Pra mim compensou muito! Menos uma mala “gasta” a toa. Menos uma preocupação no aeroporto, no carro. Facilidades.

Na Disney :

Falei muito de coisas que podem ajudar várias mamães que vão viajar para qualquer lugar e agora vou falar mais sobre a Disney em si. Como é Orlando com o bebê.

1)      Hotéis

Hotel é o que não falta em Orlando. Tem com cozinha, sem cozinha, perto da Disney, perto do Aeroporto, perto da Universal… tem muito hotel! e consequentemente, muita dúvida.

Dica útil: o quarto não precisa ter cozinha! Eu perdi semanas procurando um hotel com cozinha, mas no final não é tão necessário assim. Eu fui no desespero, pois o preço do apart era muito mais caro do que o hotel comum. No primeiro dia de compras achei uma boca de fogão elétrica por 19 dólares e salvou minha vida! Só precisa ter um hotel com uma bancada razoável para fazer comida, pode até ser a bancada no banheiro já que ela não fica dentro do banheiro.

cozinha

IMG_20140216_084957

A International Drive é a queridinha dos brasileiros e está próxima a tudo que os brasileiros amam.  No início e o fim desta rua estão os dois principais outlets  (antigo Premium e Prime – hoje ambos são Premium outlets), também estão os restaurantes de brasileiro, lojas de rua, restaurantes …

Para ficar nesta rua eu recomendo o Rosen Inn at Pointe Orlando. Fica em frente ao Pointe Orlando e muito próximo de tudo. Ele fica muito perto dos parques da Universal e Sea World e a uma distância considerável dos parques da Disney.

Este hotel tem transporte gratuito para os parques, tem piscina, restaurante, loja de souvenires, parquinho para crianças. O berço é ótimo! É todo gradeado em barras de ferro com um colchão muito grosso com roupa de cama próprio.

berço

No estacionamento do hotel tem uma Pizza Hut. Os quartos são padronizados com 2 camas de casal Queen um banheiro com banheira.  Do lado de fora do banheiro tem uma pia com bancada, micro-ondas, cafeteira e frigobar. Foi nessa bancada que cozinhei sem problemas.

Pra quem não faz questão de ficar em hotel nesta área e quer economizar, recomendo o Celebration no Old Town Hotel em Kissimmee. Eu nunca fiquei, mas amigos já. Este hotel é um apartamento, com vários cômodos, sala, cozinha e espaço para seis pessoas ficarem muito confortáveis. É um hotel com seus problemas, como relatados no tripadvisor, mas os que ficaram lá nunca tiveram problemas e dizem que é muito limpo e perto de comércio.

Onde não ficar com bebê:  HOTÉIS DO COMPLEXO DISNEY ALL STAR. Apesar de ser dentro do complexo Disney e com ônibus executivo pra te levar pros parques da Disney, transporte do aeroporto e para o aeroporto, os quartos e a alimentação são PÉÉÉÉÉSSSIIMOSSS!!!
O berço que eles oferecem é de camping SEM COLCHÃO! Só aquele tapetinho duro e olhe lá. Segundo eles, por motivos de segurança. Eu fiquei indignada e, para encurtar história, compraram um berço decente com colchão e colocaram no nosso quarto.
O quarto é minúsculo com pouco espaço de circulação, logo o bebê que anda não vai ter onde brincar. A bancada da pia é mínima, então esquece cozinhar lá, foi muito complicado! E, pra completar, o restaurante só tem comida de americano! Ou seja, hot dog, pizza, hambúrguer… o que tem de saudável são frutas, nada mais.

2)      Comida

Além da dica de cozinhar no hotel com a boca de fogão elétrica, na International Drive tem dois restaurantes de brasileiro (caros) que servem arroz, feijão, bife e fritas todos os dias. Ainda na International Drive, tem um Giraffa´s que também serve arroz e feijão. No desespero, acho que compensa.
Para quem optar cozinhar com a boca elétrica, pode comprar o feijão enlatado no supermercado ( o sem tempero ) e temperar no hotel que dá muito certo! Esse feijão tem em todos os supermercados.

3)      Compras

Paraíso, aí vou eu. As compras para os pequenos são excelentes em Orlando.  Para quem quiser dicas do que comprar, clique aqui. Antes de viajar, faça as compras dos essenciais e úteis pela internet. Não esqueça. Isso vai poupar tempo e evitar chateação. Pra quem optar por comprar o carrinho pela internet, não esqueça dos acessórios como capa para chuva e footmuf para dias mais frios.

Como eu disse anteriormente, na International Drive tem dois OUTLETS, ambos da rede Premiuim: o Vineland e o International Drive. Vantagens e desvantagens? O International Drive é maior e é mais longe da Disney, em contrapartida, perto da Universal. Esse tem mais loja de criança e bebê do que o outro. O Vineland é pertinho da Disney, é menor. Tem loja de bebê,  mas a variedade do outro é maior!!!

A Carter’s, Gymboree, Nautica Kids, Tommy Kids, Polo Ralph Lauren Children e Disney estão instaladas nos dois outlets. Já a Gap Kids, The Children’s Place e OshKosh B’gosh só estão disponíveis na unidade International Drive.

Nos dois Premium Outlet tem muita opção de compras e os preços são atraentes, mas podem ficar ainda mais. Antes de viajar, faça o cadastro no site do shopping para receber os cupons de desconto.

Acesse o site:http://www.premiumoutlets.com/ e selecione a opção “Register”, STEP 1 (passo 1) é preencher seus dados como e-mail, senha, nome,  etc. Selecione, por enquanto o International Drive e Vineland, na Florida, O STEP 2 é a confirmação dos dados. Se tudo estiver preenchido corretamente, selcione “Submit”. Você receberá um e-mail no endereço cadastrado. Abra o e-mail e clique no Link e depois em enter.

Faça o login, Na próxima tela você já vai ver a lista dos dois outlets com a quantidade de cupons (offers) disponíveis no momento. Clique no primeiro outlet.

Você deverá selecionar as opções “VIP Coupon Book” e “All Coupons”, com isso todos os cupons serão selecionados, em seguida selecione “Print”.

Faça de novo com o outro shopping Premium e imprima os cupons do outro também.

Dicas para os cupons que estão rolando na internet:

1- Não imprima frente e verso, pois os cupons são retidos nas lojas. E nesse caso, você perderia o cupom de outra loja que está atrás.

2- Para se beneficiar do desconto, basta apresentar o cupom no caixa no momento do pagamento.

3- O primeiro cupom da lista o “THE VIP LOUNGE” deve ser apresentado no balcão de informações do outlet (indicado com um i no mapa) para receber um folheto com mais de 50 outros descontos. Sem esse cupom VIP você não poderá adquirir esses descontos extras gratuitamente. Não deixe de fazer isso… Pode parecer bobagem, mas os descontos são muito bons.

4- Atenção para garantir que imprimiu o cupom “THE VIP LOUNGE“. Na distração as pessoas acabam selecionando só o “All Coupons“.

5- Não inicie as compras sem trocar seu “THE VIP LOUNGE“.  Você pode acabar perdendo uma grande promoção.

6- Os cupons de um centro não podem ser usados no outro e vice versa.

7- Não esqueça de pegar os cupons no hotel no dia das compras. E confira se está pegando cupons da  unidade certo.

8- Atenção às datas de validade dos cupons. A grande maioria é anual, mas alguns são semanais ou mensais. Se certifique que atendem seu período. E se você vai viajar em janeiro, cupons para o seu período só vão aparecer no dia 01 ou 02 de janeiro, já que a maioria tem validade até dezembro.

9- Em alguns casos você poderá ter um cupom impresso de uma loja e essa mesma loja estar no folheto de cupons que você recebeu no balcão de informações. Verifique se os descontos são diferentes e utilize o melhor. Isso pode acontecer!

10- Não esqueça de verificar se há cupons de desconto da loja que está antes de pagar. Aliás, até antes de escolher, assim você já sabe quanto cada peça realmente vai custar.

11- Toda compra no estado da Flórida, tem um imposto de 6,5%. Portanto se você comprou $100, vai automaticamente pagar $106,50.

12- Se no futuro você voltar a Orlando ou for para outra cidade dos Estados Unidos que tem outlet Premium Outlets, o seu cadastro feito aqui continua valendo. É só acessar sua conta, acrescentar a nova unidade a ser visitada e imprimir os cupons.

13- Os centros funcionam de segunda a sábado das 10h às 23h. E domingo das 10h às 21h. O único dia que realmente fecha é 25 de dezembro.

Além dos outlets, temos outras opções.

O Walmart é ótimo para compra de roupinhas online. A marca Geranimals é ótima, mas sempre que vou na loja física encontro pouca coisa, quando online tem várias pechinchas.  Ir na loja física também compensa. Tem bastante utilidades de segurança, pomadas, fraldas e lenços. Fora as promoções! Comprei blusa por um dólar e de qualidade excepcional.

A farmácia Walgreens também tem bastante coisa de baby care, mas é mais cara.

A Babies R Us é extremamente cara, mas pode ser uma mão na roda, caso não encontre o que queira em outras lojas. Eu dei uma passada nela pra não dizer que não fui, mas não comprei nada.

A Macro Baby. Vamos polemizar. Essa loja tem tudo, mas é de brasileiros. As brasileiras a amam, pois tem um atendimento “personalizado”, uma “consultoria”. Mas temos que lembrar que elas recebem comissão, né? Eu aconselho ir nessa loja depois de já saber o que quer, caso contrário, elas vão acabar empurrando algo mais caro como já vi muitas vezes. A loja é enorme, a variedade de produtos também. Só não compensa comprar roupa, obviamente, mas de resto, tem coisas mais baratas e outras mais caras que o mercado. O termômetro por infravermelho que não encosta no bebê eu só achei lá. O mesmo com a chupeta mam perfect. Produtos da Skiphop eu também só achei lá e com preço bem bacana. Bolsa de bebê idem. Tem de todas as marcas!

Já deu pra ver que a tentação é enorme! Separa dinheiro, porque o gasto é bom!

Pediram para que eu incluísse no post uma média de gastos. Vou colocar a minha experiência. Eu comprei enxoval completo de 24 meses a 05 anos, incluindo calças para sair e blusas sociais. Comprei na mais cara, como comprei na mais barata.  Comprei também brinquedos (incluindo um trem que a criança senta em cima e corre num trilho pela sala), comprei copos, talheres, pratos, mochila de rodinha, mochila com guia pra andar nos parques, carrinho, footmuf, potes térmicos, lancheiras,  ventilador pra carrinho, acessórios do carrinho, pomadas, fraldas, trocador, MUITA COISA.  Meu gasto total foi de R$7.300,00 no  cartão de crédito, ou seja, com o IOF. Rendeu né?

4)      No parque

Crianças de até 3 anos não pagam ingresso nos parques. Maravilha! E como ele aproveitou! Vamos a rotina nos parques.

Caso seja a sua primeira visita ou o seu aniversário, vale a pena parar no Guest Service e dizer que é seu aniversário ou sua primeira visita. Você ganhará um broche para colocar na roupa e todos os funcionários irão congratular você pela data festiva. É bem legal!

Eu já saía de casa com o almoço e a janta em potes térmicos da Thermos dentro de uma lancheira térmica (também Thermos) e a comida estava quente na hora da janta.  Assim, podia curtir a viagem sem me preocupar muito. Também levei água, biscoitos e frutas para a alimentação dele.

O americano tem cultura diferente da nossa, então, por favor, não amamente em local público como fazemos no Brasil. Existem áreas reservadas para a amamentação e eles ainda usam uma cobertura por cima para que o seio da mãe não fique exposto. Eu também acho uma grande bobeira, mas se vamos para outro país, melhor respeitar a cultura local.

Caso esqueça de levar a comida, tem algumas bancas que vendem frutas que podem quebrar o galho.

Para passear no parque, até os maiores precisarão de carrinho. É muito cansativo e eles preferem. O carrinho que tem para alugar é muito desconfortável. Duro e não reclina. Não recomendo para bebês, mas somente para os maiores que não irão dormir. Para os menores, vale levar o nosso carrinho.

Não esqueça da capa de chuva, pois o carrinho irá ficar no tempo estacionado enquanto você vai no brinquedo e pode ser que chova.

Para esticar as pernas e não enlouquecer as mães, eu recomendo que compre aqueles bichinhos que são mochilas e vem com a guia. Tem da carter´s, da Jeep e você encontra fácil em supermercados e macrobaby. Com essa mochilinha o bebê fica preso e pode andar com o seu controle visual. Assim ele se diverte e ao mesmo tempo você não fica maluca atrás dele e com medo dele se perder. Diferentemente do Brasil, lá isso é super comum! Ninguém vai te olhar de cara feia e achar que seu filho parece um cachorro(me poupe).

mochila

Para aqueles casais que vão com o filho, mas sem amigos adultos, os parques tem um esquema para que vocês não peguem a fila duas vezes: o child swap. Basta perguntar na fila como é o child swap daquele brinquedo e seguir a regra deles. Na universal, alguns brinquedos tem até sala de espera. Os dois pegam a fila juntos e, na hora de brincar, um vai enquanto o outro aguarda na sala. Após a chegada de quem foi, é a vez do outro ir.

No seaworld, eles te dão um passe e você entra pela saída do brinquedo. Tem outros brinquedos que você recebe um fast pass. Assim um vai na fila normal e o outro entra na fila expressa.

Esse esquema de child swap é melhor do que o de Single Rider, até porque, em muitos casos, os pais vão junto com os filhos na fila e aproveitam o brinquedo todo, pois a fila já faz parte de toda a atração do brinquedo e é bem divertida!

Com relação à diversão da criança, explore bastante as paradas diurnas e noturnas. Se programe para assistir. As crianças ficam encantadas com as cores e movimentos e os personagens vão até ela pra brincar. É muito legal! E quem não fica feliz vendo seu filhote feliz?

 parada

Aproveite e boa viagem!

Pitaco

A gente está sempre errada. Não adianta! Sempre tem alguém pra te contar alguma, te dizer como tem que ser feito ou não ser feito. Existem algumas pessoas (espero que eu seja assim-eu tento!) que são mais delicadas e ao invés de dizer como tem ou como não tem que fazer, apenas dizem o que  fazem com o filho ou dizem  o que o pediatra disse ou simplesmente falam que leu em algum lugar que não pode fazer tal coisa. Mas, INFELIZMENTE, existem outras pessoas que acham que pq fizeram/fazem com os filhos deles, é lei e TEM QUE ser seguido por todo o mundo!
Eu tenho uma máxima de que cada mãe vai criar seu filho da forma como achar mais conveniente. Ela pode ignorar ou não as coisas que os outros dizem, mas vai fazer do jei-ti-nho que ela quer! Simples. Mas que é chato é.

Quando meu filho tinha 2 meses eu estava dentro de uma loja e balançando ele de um lado pro outro (sentido ombro a ombro) quando uma senhora encostou em mim e disse:

– Não balança ele não!
Eu olhei, dei um leve sorriso.
-É sério! -insistiu ela- Balançar o bebê desse jeito pode trazer problemas neurológicos.
Sorri de novo e continuei ninando meu filho. Ela não satisfeita..
– Você já leu o livro de fulano? Não pode balançar o bebê!
Nessa hora a paciência de mãe que acorda de 3 em 3 horas e tá com o peito cheio de leite, cesária doendo e cansada de estar numa fila diz:
– Sim, já li. No livro diz que você não pode sacudir o bebê de forma vertical mas o balanço lateral do bebê não só pode, como deve, pois simula o movimento intrauterino.

Ahhhhhhh Gente!!! P*@¨ que pariu! Né? Posso com isso? Do na-da brota um ser pra te ensinar a criar um filho. E tem mais!! Se for o pai, é muito pior! Nesse mesmo dia eu estava numa papelaria e o progenitor do lado de fora, quando o meu amado filho escandaloso, iniciou o choro para mamar (esse choro é inconfundível e estoura os tímpanos alheios). Eu estava terminando de pagar e pedi para que ele acalmasse o bebê. Juro.. foram 5 minutos e pararam umas 5 mulheres perguntando se ele queria ajuda e ele dizia que não e elas insistiam “isso é cólica, coloca ele em pé”… “deve ser refluxo”… “já olhou a fralda dele?” e ele calmamente respondia que era fome e que a mãe estava vindo. Calmamente até a terceira, pois as ultimas duas só ouviram um “Não” seco.
A velha guarda, que não contou com a ajuda dos maridos/pais, tem a mentalidade de que todo homem é incompetente quando se trata de cuidar de um bebê. Falo com propriedade pq minha mãe é assim. Desculpe, vovós, mas homem tem que trocar fraldas sim, ninar! … desculpa tá? Mas se ele fez, ele também cuida! rs rs

Enfim, todo mundo vai dar pitaco e todo mundo vai criticar.  E COMO VAI CRITICAR. Se você for mãe de primeira viagem então… UIA.  Será A incompetente.. principalmente aos olhos dos invejosos de plantão.

Se vc pega o bebê quando chora, vai mimar, se você deixa chorando é megera. Se você dá a quantidade exata de comida e ele chora, é má, se dá mais, vai deixar o bebê obeso. Se impõe rotina, é ditadora, se deixa ele a vontade, é anarquista. Se compra muita roupa, vai sobrar e ele nunca vai usar, se compra pouca, é muquirana. Se compra roupa pra mais velho está querendo aparecer, se não compra, é despreparada. Se segue a risca o que o médico diz, é medrosa, se não faz, é irresponsável. Se não escuta os outros é petulante e se escuta, VAI ENLOUQUECER! AHHH VAI!

Poucos os amigos/familiares que vão te elogiar, dizer que você é boa mãe, que sabe se virar e terão orgulho dessa sua nova fase. A maioria vai te criticar, mesmo que pelas costas..e sabe o pior? Quando eles tem um pouco de intimidade, se vc disser que não vai fazer alguma coisa pq não quer, não acha certo, ou não quer usar, eles vão fazer/comprar! Basta você virar as costas.

Ser mãe não difere muito de ser mulher e conviver em sociedade… nunca está bom o suficiente. A única mudança é que agora eles projetam quem você é no que o seu filho vai ser. .. Tomara que passe.